segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Mais de um ano...

Passou mais de um ano desde que criei este espaço e iniciei a partilha da minha estória como pai! No dia 5 de Fevereiro de 2008 escrevi o primeiro texto "Razão de um blog" e, de lá para cá encontrei palavras, histórias e estórias, pessoas, abraços e muita solidariedade. Todos os dias sinto que este espaço me ajuda e, nos momentos de forçada solidão, me dá força para nunca desistir. A todos o meu sincero obrigado!
Continuo sem notícias sólidas e credíveis sobre o Gonçalo! Pelo que parece, fazendo fé nas informações que me prestaram e, sem prescindir a falta de confiança que tenho nas pessoas que se relacionam pessoal ou profissionalmente com a mãe do meu filho, o menino já estará em Angola mas sem a companhia da minha ex mulher. Ou seja, o meu filho Gonçalo está em Angola, no estrangeiro sem pai e sem mãe! O Gonçalo não dispõe da companhia de qualquer familiar que possa actuar, por exemplo numa situação de urgência! Dizem os juristas que tal facto consubstancia um crime de rapto para a pessoa que tem o Gonçalo consigo e, um crime de subtracção de menor para a pessoa que me impede de estar com o meu filho e ver cumprido o regime de visitas!
Sinceramente não tenho vontade de "disparar balas" em todas as direcções mas, quando me sentei para pensar conclui com alguma facilidade que o meu objectivo é o mesmo: Ser pai presente do meu filho Gonçalo! Em nome deste objectivo e na certeza de que o meu filho precisa de mim, do meu cuidado, da minha companhia, tudo valerá a pena desde que me digam que não é uma actuação ilegal ou juridicamente inadmissível.
No dia 12 de Fevereiro está marcada, pela quarta vez a conferência de pais! A minha opinião? A mãe do meu filho voltará a faltar e o Juiz vai sugerir novo adiamento!!! O que farei? Imediata queixa ao Conselho Superior de Magistratura e participação ao Ministério Público pelos sobreditos crimes.
Que para o ano eu volte a escrever mas, nessa altura para festejar o segundo ano deste blog com a alegria de quem tem dois filhos mesmo aqui, no sofá ao lado!

20 comentários:

Nós... disse...

Nao imaginas como me sinto triste por ler que o Gonçalo ja esta em Angola e que tu mais uma vez foste impedido de fazer alguma coisa...
Nao compreendo, infelizmente neste nosso pais pequeno, tudo e tido em conta se tiver proporcoes enormes,e se for vistos por todos e, infelizmente, expostos a todos...
Sergio mais uma vez desejo de coração que tudo se resolva com o Gonçalo, e que daqui a um ano em vez da tristeza do teu coração possas falar da alegria de teres o Gonçalo contigo e as peripecias do Joao :) bem como de todo o carinho e amor que depois a quatro se vai sentir e encher-vos o coração.

Um beijinho e abraço nosso para voces dois :)

Filipa disse...

Espero sinceramente que no dia 12/02, o Sr. Dr. Juíz tenha vergonha, e cumpra a função para a qual é pago!!

QUE SE FAÇA JUSTIÇA, pelo GONÇALO, por TI, e por todos quantos continuam a acredidar que a JUSTIÇA tarda mas NÃO FALHA!!!

Um grande beijinho para vocês

Cláudia, Pimpo e Pimpa disse...

Eu rezo para que sim, que esse teu desejo de teres os teus dois filhos sentados no sofá mesmo ao teu lado, no próximo aniversário do blog, se concretize.

Bjs Cláudia

Naotequero Nemtetroco disse...

Estas voltas e voltas constantes desta situaçao deixam me...
Quando penso que finalmente esta se a ver uma pequena e prometedora luz...
Mas, meu grande amigo, calma...
Sempre foi a nossa melhor aliada, ajuda nos a nao perder a razao em momentos de extrema loucura... qualidade que admiro em ti.
Se metade das coisas que se passaram convosco estes 2 meses, fossem comigo, eu sei que já teria perdido toda a razao com um acto de loucura.

Por isso venho aqui expor e trespor , as vezes que forem necessarias, que estou aqui... estamos.
E um dia estaremos a ler e a comentar uma justiça que nao vai falhar... apenas está adormecida.
Beijo enorme tita kiko vi

Mar disse...

Espero que o teu desejo não demore um ano a ser cumprido, que o possa ser o mais rápido possível.

bjs

Anónimo disse...

Olá,

Se eu não conhecesse, por má experiência própria, o que é a Justiça, em geral, em Portugal e a de Família e de Menores, em particular, até ficaria boquiaberto...

A nossa Justiça só o é de nome...

Em relação às crianças pura e simplesmente não funciona e quando nós, cidadãos, o denunciamos os Senhores Magistrados ficam muito ofendidos e alegam que por os estarmos a criticar estamos a colocar em questão a sua independência.

Independência, embora rime, não tem nada a ver com Incompetência, Ineficiência e Prepotência.

Se tivesses tu faltado a quatro conferência provaelmente já terias sido preso.

A tua situação configura, inequivocamente, uma situação de alienação parental por parte da mãe do Gonçalo.

Eu lido com uma situação do mesmo tipo há 10 anos e o tribunal tem pactuado com a alienação parental. Quando falei no termo numa conferência de pais a Sra. Procuradora, conhecida no meio como pró-mães!!!! e o Sr. Magistrado olharam para mim como se eu estivesse a falar dum anti-dogma...

Permite-me que te dê um conselho: não esperes nada deste sistema judicial; por isso usa e abusa de todos os outros meios ao teu alcance, designadmente, a Comunicação Social que ainda não tem medo dos Srs Magistrados.... eu não o fiz e estou arrependido de não o ter feito...

Um Abraço e Força!!!!

Nunca desistas do teu filho!!! Nem tu nem ele merecem tal sina que o sistema judicial pretende traçar para vós...

Luís Pires

Cindy disse...

Deus te ouça!
Um beijo de força!

Carlos disse...

Caro amigo, (permita-me que o chame assim, por razões de solidariedade) use todos os meios legais ao seu alcance para reaver o seu filho, mesmo que isso incomode um qualquer juiz.

Apoio a sua decisão de não contemporizar com mais adiamentos porque fartos de injustiças e de mau funcionamento do sistema judicial estamos nós, pais, que queremos estar com os nossos filhos, cumprimos as nossas obrigações, pagamos os nossos impostos, E NÃO CONSEGUIMOS ESTAR COM OS NOSSOS FILHOS PORQUE CERTAS MÃES NÃO DEIXAM.

SE NADA FIZERMOS PARA FAZER VALER OS NOSSOS DIREITOS DEIXAMOS QUE O CRIME COMPENSE !!!!!

FORÇA, ESTAMOS CONSIGO!

As Minhas Pinxesas disse...

Usa todos os meios que puderes para conseguir o G. de volta.
Não te sintas culpado de nada, estás a fazer tudo e eum dia esta fase não passará de uma lembrança.
Qu se faça justiça ao G.
Isto revolta-me as tripas, só me apetecia dizer umas quantas coisas, mas é melhor ficar caladinha.
Força para e que o teu desejo se realize, daqui um anos tenhas os teus dois principes contigo.
Bjs aos 4
Xana

Nós os cinco disse...

Isto é uma vergonha...
Pelo qe li aqui em alguns comentarios eu tambem sou de acordo de usares e abusares dos meios de comunicaçao, porque por vezes só assim os tribunais e os Srs. Juizes tem atençao a certos casos.
Força Sergio

Liliana disse...

Ola Sergio

Fiquei bastante triste ao saber que o Gonçalo ja esta em Angola, que mais uma vez o juíz permitiu que tal acontecesse...Estou e sei que estamos todos contigo na tua luta de ires em frente, se for preciso acusar alguem de rapto, de subtracçao de menores entao que seja acusado, mas tu e que nao podes continuar sem o TEU FILHO, mais tempo nao, BASTA, ja sofreste mais do que qualquer pessoa merece sofrer...
Vai em frente amigo

Beijinho grande

Anónimo disse...

Que triste! Cada vez que passa...mais triste se torna a tua sina!
Força!
Está concerteza no fim a tua cruzada de ter o Gonçalo perto de ti!
Pedro

Eu disse...

Tudo vale dentro dos limites da legalidade e tendo como objectivo o bem estar dos nossos filhos. Pelo menos é assim que desde à algum tempo tenho vindo a actuar.

Os meus sinceros votos de que daqui a menos de um ano já se possa ler neste espaço um continuar feliz desta história.

Abraço,

Ricardo Hollerbusch disse...

Força amigo. Forte abraço.

Mae Princesa disse...

Acho que devias fazer JÁ queixa daquilo que se passa!!!Será que ninguém faz nada???
Para o ano vais estar a sorrir, vais ver que sim!
Beijos!

Anónimo disse...

Boa noite... De novo lhe digo... Força e Coragem... Não sou a pessoa indicada para lhe dar conselhos mas posso tentar lhe dar um: procure quem de leis conhece, mas alguém que CONHEÇA mesmo as leis... e força... será que não se pode fazer queixa de um mau serviço prestado pela nossa Justiça?! Não haverá nenhuma entidade que possa investigar o que se passa com o seu caso? Ou será que só as mulheres têm direitos na luta pelos filhos? E os pais?! Sou a favor da guarda conjunta quando ambos os pais pensam no bem estar da criança... e sou a favor da guarda apenas por um dos pais quando o outro se esquece que é pai/mãe... no seu caso... parece-me que se alguém se esqueceu de ser pai/mãe... não foi o Sergio... Força a si e á sua esposa...e uma festinha ao bebé!!!
Maria & Companhia

Cresce barriguita...cresce!!! disse...

AMIGO,

SE A MÃE DO GONÇALO NÃO O QUER...PARA QUê FAZE-LO SOFRER??? QUE MUNDO ESTE!!!
DESEJO QUE EM BREVE ESTEJA COM O SEU FILHOTE E QUE ESSA SENHORA QUE SE DIZ MÃE....OU BEM QUE TEM UMA SUPER MEGA JUSTIFICAÇAO P ABANDONAR O FILHO...OU DEVIA ERA TAR PRESA!!
MUITA FORÇA
MIL BEIJINHUSSSSSSSSSS

Mamã e Tesourinhos disse...

Sérgio,
Leio e releio o teu blog. Tenho vontade de te escrever. Mas o quê?
A revolta que sinto por assistir a esta impunidade? Saber que se fosses tu o faltoso, que o processo já tinha acabado e há muito tempo? Que nem sempre o melhor para a criança é estar com a sua mãe, quando esta já deu mais do que provas que não o quer?
Continuo a torcer para que esta triste história tenho um final rápido e feliz.
Vocês o merecem!
Fica bem.
Bjs.

Filipa disse...

Vim à procura de novidades!! Espero que tenhas boas notícias para nos dares!!!

Beijinho

PS - Que se passa com o Blog da Xana? Privatizou e não disse nada ... olha que malandra!!!

zelia disse...

Sim, infelizemnte conheço situações semelhantes à sua e com o mesmo desfecho. Lamentavelmente os Tribunais de Família não são capazes, sequer, de executar as suas próprias decisões. O meu marido tem 3 filhos de anterior casamento e a mãe deles, 4 dias antes da conferência de pais levou-os para França, em Fevereiro de 2008. Até hoje, não obstante decisões judiciais a ordenar a entrega dos menores ao pai, quer no verão quer, agora, no natal, isso nunca aconteceu e a mãe continua absolutamente sem qualquer consequência!São os tribunais que temos, infelizmente. E o pai dessas crianças é fantástico. E essas crianças têm, também, um irmão lindo como eles! Mas na practica valoriza-se o incumprimento das mães e o resto - as crianças - que se lixem! Têm direito a um pai e a uma mãe mas se eles não se entendem, os Tribunais não querem verdadeiramente saber...Só lhe posse desejar coragem e força.