terça-feira, 21 de outubro de 2008

UM ANO!

Hoje faz um ano que não vejo o meu filho Gonçalo!
No dia 21 de Outubro de 2007, cerca das 19h00m fui levá-lo a casa da mãe e nunca mais o voltei a ver, nunca mais recebi notícias fidedignas sobre o meu filho, sobre a saúde dele, sobre a educação. Sei que o Gonçalo está, algures em Angola, aparentemente em Restinga, no Lobito mas...nada mais sei e, como se percebe…sei tão pouco!
Há oito longos meses que aguardo por uma intervenção eficaz do Tribunal de Família e Menores do Porto mas, nada, ninguém! Nem leis, nem Homens, nada, ninguém parece querer saber da luta, da dor, da tristeza de não se ver um pai, de não se sentir um filho durante 365 dias!
Ontem à noite consegui estabelecer ligação com Angola e falei, finalmente, ao fim de mais de 15 dias com o meu filhote. Confesso que o achei triste, tinha na voz um cansaço estranho a que nunca me habituou. Perguntei-lhe se estava bem e ele disse-me que tinha acabado de voltar de uma brincadeira e por isso estava cansado! Perguntei-lhe se já tinha amigos e como se chamava o seu amigo preferido. Ele disse-me que o melhor amigo, por lá se chamava Rafael. Fiquei satisfeito por o imaginar minimamente integrado mas, de seguida o meu filho mandou um abraço para dois dos seus amigos de cá. O Gonçalo sente saudade e essa sensação ressalta do tom da voz, da velocidade com que solta cada palavra.
Aproveitei para lhe reiterar sobre o computador que lhe compramos e que aqui está, juntamente com os presentes do aniversário passado e do Natal passado à espera que ele volte!
Diz o meu filho: "Vou tentar ir passar aí os meus anos". Conheço bem o Gonçalo. Fui eu quem lhe cortou o cabelo e as unhas pela primeira vez, fui eu quem passou noites sem dormir ao lado dele, fui eu quem saiu de casa às 3 horas da manhã com ele nos braços a arder em febre. Não fui eu quem o carregou no ventre durante 9 meses mas, fui eu quem o desejou mais do que tudo e quem o cuidou sempre com o máximo amor. Conheço bem o meu filho...percebi a tristeza da sua voz.
Não consigo evitar! Hoje posso ter muitos motivos de alegria, mil momentos de felicidade mas, cada um deles pára, aguarda, é que hoje...FAZ UM ANO QUE NÃO VEJO O MEU FILHO MAIS VELHO!

8 comentários:

Mar disse...

Sérgio:

Os teus posts são sempre muito emotivos e "tocam-me" sempre. Mas este hoje emocionou-me bastante!

Só não carregaste o Gonçalo no ventre porque não o conseguias, senão também o terias feito. És um pai excepcional e não mereces estar privado da companhia do teu filho. Tens tanto amor para dar e para receber...

Quando ouço um pai a falar de um filho, quando vejo outros casos na tv, quando vejo pais e filhos a passear na rua,...penso sempre em ti e no Gonçalo e desejo, muito sinceramente, que o teu sofrimento acabe depressa e possas estar com o Gonçalo.

Sei que este é um dia muito difícil para ti, que é impossível não te sentires frustrado e triste. Mas pensa que o Gonçalo está bem, que te ama incondicionalmente e que também deseja o reencontro...mais cedo ou mais tarde, alguém cairá em si e proporcionará esse momento.

Um grande abraço para ti e para a Xana.

filipa disse...

Sérgio,

Hoje, apenas te quero deixar um grande beijinho e um abraço muito apertadinho!!

Rita disse...

nem imagino como te deves estar a sentir por isso nem sei o que te dizer... apenas te desejo muita força, espero que o Gonçalo vá realmente a Portugal o mais breve possivel pois acredito que também ele tem imensas saudades tuas...
um dia tenho a certeza que o Gonçalo vai ter muito orgulho em tudo o que fizeste e fazes para o ter junto a ti, és um Pai com letra Grande!!

bjs e muita força!!

www.luanaedaniel.blogspot.com

Elisabete disse...

è triste veres-te privado da companhia e amor do teu filho Gonçalo há 1 ano.
É lamentável a inércia de quem faz as leis e supostamente as deveria aplicar.
É continuares a lutar, talvez divulgar a tua/vossa situação...desde que não seja prejudicial para ambos.
É difícil encontrar palavras para o que vos está a acontecer.
Desejo que continues a falar com o teu filho e a lutar para o teres do teu lado.
Beijocas

CB disse...

Há algum tempo que descobri este blog, por onde passo de vez em quando sempre na expectativa de novidades, boas novidades, sobre este caso. Nunca escrevi nenhum comentário, mas hoje não podia deixar de escrever um para dar força a este pai que muito o merece, pela sua extraordinária luta. Tenho a certeza que um dia essa luta será recompensada, porque acredito que o amor gera sempre os seus frutos e que esse filho, tão amado, um dia pensará pela sua própria cabeça e não será indiferente a toda esta ternura, carinho, preocupação e amor, realmente verdadeiro.
Muitas felicidades.

Mae Princesa disse...

Queria ter vindo cá mas não tinha o link do teu blog...Agora já o guardei! Tenho pena que não o vejas há 1 ano, sem duvida que eu me teria já posto num avião, mesmo sem certezas...Não sei se seria o correcto, mas sou demasiado impulsiva..És um grande pai, luta sempre, nunca desistas!E...filho mais velho?Não sabia que tinhas outro?Vais ser papá novamente???Beijocas!

Liliana disse...

Desculpa so vir agora, mas estive sem computador, e verdade 1ano ja passou e a dor da distancia a saudade sao cada vez maiores, espero que tudo se resolva em breve, torço para que este teu pesadelo acabe em breve.

Beijinhos para ti e para a Xana

Viva La Vida disse...

Que o amor dos que te querem bem te ajudem a ultrapassar este momento!

Eu acredito que em breve tens o Gonçalo contigo.
Pode tardar mas não pode falhar.

Força.
Com amizade.
Ana